Mímesis e Invisibilização Social

A Biblioteca René Girard conta com um novo lançamento: Mímesis e Inviabilização Social: A Interdividualidade Coletiva Latino-Americana. Traduzido por Simone Campos, o livro foi organizado por José Luiz Jobim, Mariana Méndez-Gallardo, e Carlos Mendoza-Álvarez, o qual já tem um título publicado na biblioteca: O Deus Escondido da Pós-Modernidade.

A Sinopse:

Este livro é fruto de reflexões e debates realizados por um grupo latino-americano interdisciplinar (Filosofia, Antropologia, Ciências da Religião, Letras etc.) de teoria mimética que coloca em questão a pertinência e a urgência de pensar o crescente fenômeno da violência social no mundo. Sua finalidade é elaborar critérios para a compreensão deste fenômeno e oferecer pistas para gerar e acompanhar novas práticas a partir das quais prevaleçam a justiça, a equidade, a democracia. Trata-se de formular narrativas da reconstituição do tecido social, retomando sabedorias populares que permitam a superação dos conflitos e a edificação de sociedades inclusivas em que os outros se tornem visíveis e reconhecíveis em sua dignidade e diferença.

Texto de Contracapa:

Mímesis e Invisibilização Social: A Interdividualidade Coletiva Latino-Americana leva adiante uma nova fase da Biblioteca René Girard, a vertente “Diálogos”. Seu principal objetivo é o de ampliar a recepção da teoria mimética, enriquecendo-a pela diferença da abordagem. Essa vertente aproxima autores que não são necessariamente girardianos, porém cujas preocupações guardam relevantes afinidades eletivas com o instigante pensamento de René Girard.

Assim: contrastes e confrontos: “Diálogos” — portanto.

Em outubro de 2014, no lançamento de ¿Culturas Shakepearianas? Teoría Mimética y América Latina, de João Cezar de Castro Rocha, a Universidad Iberoamericana, graças à iniciativa de Carlos Mendoza-Álvarez, promoveu o colóquio internacional “La Interdividualidad Colectiva: Sobre las Paradojas de la Invisibilización Social del Otro”, a fim de discutir o quadro teórico proposto pelo autor brasileiro, com ênfase no conceito de interdividualidade coletiva e invisibilidade fraca, contribuições propriamente latino-americanas ao pensamento girardiano.

O presente livro reúne as contribuições apresentadas naquele colóquio internacional.